"Este Espaço pode ser seu"

"Este Espaço pode ser seu"

Constantinos - Oficina de Artesanato

cpbombarral@gmail.com

 
 

Esta é uma crónica que pretende ter alguns traços de humor. Os artigos e ou opiniões, não expressam e ou vinculam a Secção de Xadrez da Casa do Povo do Bombarral, nem qualquer um dos seus jogadores ( Sai ás 4ªs Feiras)

 

Zé Bomba – Episódio 5 

O Campeonato Perdido!
O 1º Campeonato Nacional de Xadrez (1910) parte 1 de 3

Esta Semana decidi ir arrumar o meu sótão, no meio da desarrumação dei de caras com o Diário do meu Bisavô.
Tirando as estórias eróticas, as primeiras a ler claro! … Fui avançando, e dei por mim perante uma verdadeira relíquia, o Tesouro Perdido!
…Estávamos em 1910, nem queria acreditar, o meu bisavô estava a relatar aquele que foi o 1º Campeonato Português de Xadrez!!! Onde participou. O tal que andava perdido!
… Por entre 41 candidatos para apurar 2, disputou-se o Distrital Individual de Leiria, Zé Bombão conseguiu o 1º lugar, logo seguido do Penichense Manuel Sardinha. Ambos ficaram apurados, mas desde logo não ficaram grandes amigos, Sardinha no jogo entre ambos, estava a 1 lance de levar mate, e não abandonou a partida, saiu da mesa de jogo, e Zé Bombão teve de apanhar uma seca de 1 hora e 04 minutos para ver o ponteiro de Manuel Sardinha cair!
Seguiu-se o Nacional, disputado em 2 zonas, a zona norte e a zona sul, curiosamente o distrito leiriense por ser central … ditou o sorteio que Zé Bombão fosse disputar a Zona Norte de onde saiu vencedor com 7 vitórias 2 empates e 0 derrotas, e que Manuel Sardinha fosse parar á Zona Sul, da qual se sagrou vencedor com 5 vitórias 4 empates e 0 derrotas.
Estavam encontrados os 2 finalistas! O distrito Leiriense era assim coroado como o possuidor da fina-flor do xadrez na época.
A F.P.X. decidiu que o match de 6 partidas fosse disputado na cidade de Coimbra.

Aos 14.09.1910, ambos partiram de comboio para o tão ansiado match, … na mesma carruagem e no mesmo compartimento, onde se sentaram duas senhoras, prestigiadas jornalistas xadrezistas da altura. Uma elegantíssima loira e uma senhora gordalhufa.
Iniciada a viagem, as jornalistas iam tomando apontamentos dos movimentos dos jogadores.
Ao fim de alguns minutos de viagem o comboio entra num túnel.
Nisto, ouve-se uma grande estalada.

O túnel acaba, faz-se luz, e o Manuel Sardinha está com a cara toda vermelha de um dos lados, com a mão por cima.
Pensa a Gorda:
“ O Sardinha deve ter apalpado a loira, e ela deu-lhe um estalo “
Pensa o Manuel Sardinha:
“ O Zé Bombão deve ter apalpado a loira e ela julgou que fosse eu e deu-me um estalo “
Pensa a Loira:
“ O Sardinha deve-me ter tentado apalpar, enganou-se e apalpou a gorda, e ela deu-lhe um estalo “
Pensa o Zé Bomba:
“ Mal posso esperar por que venha mais um túnel para pregar outro estalo ao Sardinha! “

Para a semana cá estarei para vos dar conta de como prosseguiu este campeonato histórico, nada mais nada menos do que o 1º!



Home page
 | Calendário de Provas | Organismos e Informativos | Associações e Clubes de Xadrez | Galeria de fotografias | Jogadores | Jogar online |
Ver partidas |

www.000webhost.com