"Este Espaço pode ser seu"

"Este Espaço pode ser seu"

Constantinos - Oficina de Artesanato

cpbombarral@gmail.com

Seja Muito Bem Vindo!!!

  Sexy Chess

 

191 Episódios Publicados

Ás Sextas-Feiras 76 Episódios Publicados

Mensalmente

 

 

12 Entrevistas Publicadas Próxima: 2015 191 Episódios Publicados Às Sextas-Feiras

4 Troféus Nacionais

 

Campeões Nacionais da 3ª Divisão 2011/2012 (64 clubes)

3º Lugar na III TNA 2015/2016

Vice Campeões Nacionais da 3ª Divisão 2017/2018 (48 clubes)

 

 

3º Lugar na III TNA 2018/2019 (13 participantes)

   

 

Muito obrigado a todos pelos momentos que proporcionaram, chegar ao fim e dizer que valeu a pena é o máximo que se pode atingir!

As Tshirt´s, a bandeira…

Montemor (quase a subir à 1ª), SMPorto os tripletes

 

1º Derby, Jantaradas, Campeões Nacionais da 3ª

 

O site … quantas horas …
 

  

  

As figurinhas 😊

 

Os torneios JDS com craques, com publicações diárias no nosso site durante 15 dias, almoçaradas e jantaradas … inovámos!

  

O Presidente da FPX que nos honrou com a sua presença (Francisco Castro)

 

Taça Amizade, a Nossa TNA, os copos…

E para o fim, quero agradecer publicamente a alguém que invisivelmente carregou a CPB ás costas e permitiu que todos nós vivêssemos estes momentos. Ninguém fará a mais pequena ideia do que passámos, do tempo gasto, das injustiças sentidas, das batalhas travadas, para mim o único imprescindível da equipa. Por muito que os caminhos nos afastem ou aproximem, terás sempre aqui um amigo para a vida, obrigado por tudo!

Ricardo Pais

 

 

 

   

Com apenas 3 clubes presentes, a Taça Nacional das Associações deverá ter batido no fundo este ano. Tudo tem sido feito para acabar com a prova, ou melhor, nada tem sido feito para suster esta derrocada, onde estes acontecimentos sucessivos não passam de meras tácticas com vista à estratégia de acabar com a prova. Só assim se percebe a falta de medidas de uma prova que se iniciou com o objectivo de fazer “mexer” as Taças Distritais que muitas associações nem sequer tinham o hábito de promover. O Apuramento para esta prova faria por si só crescer a participação dos clubes nas provas distritais, foi essa a ideia inicial. Fomentava o espirito de equipa, essencial para o longo prazo de um clube. Claro que a oportunidade de vários clubes poderem defrontar equipas de 1ª divisão que de outro modo seria impossivel também serviu de fator mobilizador, quem não gosta de defrontar um mestre?

Recorde-se que o actual presidente Dominic Cross teve para acabar com esta prova logo no seu 1º ano de mandato, o que não veio a acontecer provavelmente por fortes protestos movidos por alguns clubes, após a CPB ter alertado para o facto. Apesar de não ter dado a estocada final nada fez para revitalizar a prova a atrair os clubes para a participação na mesma, algo bem visivel com a incrivel falta de participação da Associação do distrito de Coimbra, associação essa onde se situa a Associação Académica de Coimbra, o clube onde joga. Mesmo quando o seu clube se apurou apresentou sempre terceiras linhas demonstrando um total desinteresse na prova.

  • O convite directo a Associações que apenas tem 1 clube e como tal não realizam a sua respectiva Taça.
  • Direito de participação de 2 clubes para o distrito vencedor (O campeão em titulo e o Vencedor da Taça Distrital desse ano).
  • Alargamento do prazo de inscrição para 2ºs e 3ºs classificados das respectivas Taças caso a equipa vencedora não se increva.
  • Regulamentos condizentes com o numero de participantes (faz algum sentido que com 4 clubes envolvidos não se jogue uma meia final, apuramento do 3º e final no mesmo dia? Era sensato o Dias Ferreira e o Didáxis virem do Porto e de Famalicão para disputar a prova em 2 dias quando a poderiam disputar em apenas um? Tem ideia de quanto custa um hotel e as respectivas refeições para um dia mais?)

São algumas das medidas que já há muito foram propostas e completamente ignoradas.
Anteve-se agora que caso venha a surgir a extinção da CPB se aproveite para acabar com a prova, estaremos atentos!

Este ano a Taça Nacional das Associações nem direito a cartaz teve, podia-se ao menos ter disfarçado o desinteresse, mas convém relembrar que o presidente gere o xadrez para todos os praticantes e não ao sabor do seu gosto pessoal.

 

FC Barreirense conquista VI TNA

   

 

 

 

Hoje é Dia de Bandeira

 

CPB Conquista o seu 4º Troféu Nacional

por equipas em Ritmo Clássico

 

      2,5 – 1,5        

   

 André Pinto                     Rui Batalha               Carlos Marques              Ricardo Pais

Segunda Ronda e novo “Quarteto” que faz questão de se despedir, a CPB apresenta o impressionante numero de 8 jogadores em 2 jogos.

Destaque ainda para a estreia de Carlos Marques (Bem Vindo!) e para a despedida em grande do capitão Rui Batalha com uma vitória!

4º Titulo Nacional para a CPB, quem vir atrás que tente melhor!

    

http://chess-results.com/tnr471735.aspx?lan=10

 

 

É Oficial, a CPB é recordista nacional de Participações na TNA

      1 – 3        

   

Pedro Rodrigues     Paulo Constantino     Marco Custódio     Guilherme Gaboleiro

Com 5 participações em 6 edições da Prova a CPB atinge novo recorde nacional de participações, desta feita isolada, ultrapassando o anterior recorde de 4 em 5 da própria CPB e da Associação Estamos Juntos de São João da Madeira. A CPB prepara-se assim para abandonar o panorama xadrezistico nacional com mais uma marca que perdurará ainda por alguns anos.

Sobre o jogo há a destacar:

  1. 16 horas e a CPB bate novo recorde nacional de participações na TNA e sobe a fasquia para 5 em 6 edições.
  2. O facto de Paulo Constantino não ter ganho por 1 minuto, foi o tempo que faltava para o seu adversário desse falta de comparência, o que não era desejado nem pelo próprio nem pela equipa neste jogo que deve ter marcado a ultima vez que estes jogadores vestiram a camisola da CPB. Uma “homenagem” ao clube que este Quarteto não quis deixar de fazer.
  3. O empate do “Relógio Suiço” da CPB frente a um Mestre Internacional, Pedro Rodrigues é sinónimo de ponto em caixa para a CPB e bate mais uma vez o seu recorde pessoal, agora nos 2035 após somar mais 8 pontos!

 

    

http://chess-results.com/tnr471735.aspx?lan=10

Foram 13 clubes participantes (2 AXLeiria, 4 AX Setubal, 7 AX Braga) e mais existiram que não puderam participar, por exemplo o 2º classificado da AX Porto que acreditamos a ser convidado a tempo participaria.

 

 

    

http://chess-results.com/tnr471735.aspx?lan=10

Almada Setembro 2019

Sistema Todos x Todos

1ª sessão - Sábado -    16h00

2ª Sessão – Domingo - 10h00

2ª Sessão – Domingo - 15h00

 

Ao contrário de uma análise surperficial aos ranking das equipas, a CPB partirá claramente como outsider e fortissima candidata ao ultimo posto da tabela. Não só pelo facto de pertencer ao 3º escalão nacional com também pelo facto das médias estarem sobrevalorizadas por incluirem jogadores que não poderão dar o seu contributo à equipa.

A Equipa do GDD Ferreira sagrou-se vice campeã nacional e ainda se deu ao luxo de vencer a Zona Norte da 2ª divisão com a sua equipa “B”, o clube de xadrez de Famalicão CX A2D que tradicionalmente disputa a 1ª divisão nacional foi 5ª na segunda divisão Zona Norte e está recheada de internacionais jovens, a equipa do Barreiro é outra tradicional da 1ª divisão mas na ultima época ficou em 4ª lugar na 2ª divisão Zona Sul, e por fim a CPB a iniciar nova época será na 3ª divisão.

 

GDD Ferreira é o único clube com os 4 titulos por equipas!

No outro jogo do dia a favoritissima equipa dos Grupo Desportivo Dias Ferreira que é a única com 2 titulos nesta prova, mostrou ao que veio … aumentar a diferença em relação à concorrência impedindo que outro clube ouse conquistar os 4 troféus possiveis em ritmo clássico por equipas (Campeã Nacional, Vencedora da Taça, Vencedora da Supertaça e vencedora da TNA). Ao Sporting falta-lhe a SuperTaça!

 

G. D. Dias Ferreira não participará nesta edição da prova, segundo a FPX

 

 


http://chess-results.com/tnr471735.aspx?lan=10

Almada Setembro 2019

  

 

 

Associação de Xadrez de Setúbal – 4 Clubes – FC Barreirense – Sistema Todos x Todos
http://chess-results.com/tnr470409.aspx?lan=10&art=0

  

 

 

http://chess-results.com/tnr471735.aspx?lan=10

Almada Setembro 2019

 

Carlos Marques – Bem Vindo!

  
 
 

Associação de Xadrez do Porto – 23 Clubes – GD Dias Ferreira – 5 rondas sistema eliminatório

http://chess-results.com/tnr399397.aspx?lan=10

Associação de Xadrez de Leiria – 2 Clubes – C P Bombarral – Final Direta

http://chess-results.com/tnr427831.aspx?lan=10

Associação de Xadrez de Braga – 7 Clubes – A2D ???? – 3 Rondas

http://chess-results.com/tnr415114.aspx?lan=10

Associação de Xadrez de Coimbra – 4 Clubes – Centro Norton de Matos – 2 Rondas

http://chess-results.com/tnr469849.aspx?lan=10

Associação de Xadrez de Aveiro - 23 Clubes – ??? – 5 rondas sistema eliminatório

http://chess-results.com/tnr463288.aspx?lan=10

Associação de Xadrez de Setúbal – 4 Clubes – ??? – 2 rondas

http://chess-results.com/tnr470409.aspx?lan=10

ADX Beja ? ADX Bragança ? ADX Évora ? ADX Faro ? ADX Santarém ? ADX Guarda ? ADX Vila Real ? ADX Viseu ? ADX Lisboa ????????????????????????????????????????????????????

 

 

http://www.fpx.pt/web/comunicacao/noticias/72-destaques/2094-taca-nacional-das-associacoes-arranca-a-28-de-setembro-em-almada

Regulamento: http://www.fpx.pt/web/files/provas/Taca-Nacional-Assoc-18-19.pdf


 

André Sousa – Campeão Nacional

 

 

Almada Setembro 2019

 

 Sexy Chess 200

 

  

 
  

  

  

 

 

  

 

 

 

Em jeito de fim de Verão e de mais uma época xadrezista que esteve para nem começar, a CPB em 2017/2018 terminou a época com mais um titulo nacional, a de vice campeã nacional da 3ª divisão, titulo que somou ao seu palmarés, que entre outros se destacam a de Campeã Nacional da 3ª Divisão e de um 3ª lugar na TNA.

Mas quis o destino que mais uma época se iniciásse e decidiu-se lutar mais um ano ao invés de sair tranquilamente pela pronta grande.

Tem agora o clube e os seus jogadores mais uma oportunidade de sairem pela porta grande ao baterem novo recorde nacional com a sua simples presença na Taça Nacional das Associações.

A TNA que nasceu por ideia do clube, e que não se exstinguiu por muita pressão exercida a nivel nacional liderada pela própria CPB. Factos que permanecerão na história da competição, ao qual a CPB tem agora a oportunidade de juntar mais um, a de ser recordista nacional de participações com 5 presenças em 6 edições da prova, será um final digno para este clube que seguirá outro rumo provavelmente ao serviço da Casa do Benfica de Caldas da Rainha, resta saber ainda com que jogadores, fazemos votos que seja com a sua maioria.

Os titulos e proezas alcançados por esta equipa serão muito dificeis de igualar num futuro próximo a nivel distrital. 8 Taças distritais em 10 edições da prova será um outro recorde que perdurará no minimo mais 7 anos, já que as outras edições da prova não conquistadas foram ganhos por uma seleção jovem da AXL em ritmo semi rápido e a outra pelos Corvos do Lis … provavelmente já muitos jogadores estarão na reforma e provavelmente a cuidar dos seus netos e ainda terão este recorde.

Almada Setembro 2019

 

Segundo consta a prova irá realizar-se em Almada … pelo menos foi o que foi dito quando a CPB se tentou candidatar à organização da prova a disputar em Caldas da Rainha.


Bombarral em 2015, Foz do Arelho em 2016

 

 

CPB prepara final em grande com novo recorde a caminho

A CPB prepara agora o seu final em grande festa, dia 28 de Setembro porá o recorde nacional de participações na TNA em 5, em 6 provas, recorde esse que é repartido com 4 em 5 pela CPB e pela AEJ de São João da Madeira que ao que parece perdeu a equipa para o CA Téssera Xadrez

A Caminhada da CPB foi muito condicionada à partida, já que a equipa sabia que quer ficasse em 2º ou em 8º a descida de divisão iria ser uma realidade já que estaremos na ultima época de vida da CBP, o que originou que muitos dos jogadores não se sentissem motivados para estarem presentes, tendo a CPB jogado sempre muito aquém do seu 4 base.

http://chess-results.com/tnr397611.aspx?lan=10&art=46

A grande desilusão foram os Galitos que desceram de divisão, e o CCTN que ambicionava subir e não o conseguiu, também a equipa de Montemor o Velho não atingiu os objetivos de subida de divisão. Ao invés a AAC "B" garantiu o primeiro lugar mas terá de jogar a 3ª divisão fruto da descida da equipa “A” à 2ª divisão.

João Fernandes fez 6-1-0 a subir 59 pontos
Daniel Bray com 5-2-0 também esteve muito bem a subir 45 pontos

Pedro Rodrigues (CPB) bateu mais um recorde pessoal, agora nos 2027

 

Os 3 Mosqueteiros livram o 0-0-7

Depois das 3 derrotas iniciais, nem o derby distrital motivou a equipa que voltou a apresentar-se desfalcadíssima e como consequência averbou nova derrota, 5ª ronda frente ao favorito à subida e "Chapa 4", já com a descida consumada a equipa tentou evitar o 0-0-7 apresentando a sua melhor formação da época frente ao Sporting CP mas tal veio a revelar-se insuficiente. E por fim na ultima ronda a CPB apresentou pela primeira vez de que à memória apenas 3 jogadores ... e a surpresa aconteceu, a CPB empata 2-2 evitando o 0-0-7, ainda existem heróis!

 

 

CPB conquista 8ª Taça AXL em 10 edições

 

Taça Nacional das Associações … aí vamos nós!!!

    

Arneirense/APC 0,5 – 3,5 CPB/CBCR

Ricardo Pais (1830) Rui Batalha (1725) Artur Bernardes (1726) P. Constantino (1527)
0,5 1 1 1

Com claro favoritismo nos tabuleiros 3 e 4, rapidamente os dois primeiros tabuleiros tentaram empatar um dos jogos para garantir mais um Troféu com direito a bilhete premiado. A estratégia pareceu adequada mas fez-se o 2-0 nos tabuleiros inferiores e tardava em aparecer o empate conquistador … foram precisos mais uns longos minutos até terminarem as partidas que resultou numa clara goleada de 3,5-0,5.

Mais uma Taça AXL para a CBP/CBCR que vai assim aumentando para números que serão difíceis de bater no futuro, foi a 8ª Taça AXL, contra 1 conquista dos Corvos do lis.

Esta vitória foi de enorme importância para a equipa já que se prevê que esta possa ser a ultima época CPB, e acabar um ano com um novo recorde, com um titulo e com a possibilidade da equipa se despedir com a Taça Nacional das Associações é algo que nos satisfaz.

A jogar em pela Casa do Benfica de Caldas da Rainha (CBCR) a CPB/CBCR venceu outra equipa da cidade

 

Novo Recorde a Caminho para a CPB

Novo recorde esperará por nós, apenas por uma vez a CPB e a equipa da AEJ de São João da Madeira não conseguiram o apuramento para a final, sendo os recordistas em prova. Com a “extinção” da Secção de Xadrez de São João da Madeira, a CPB /CBCR alcançara novo recorde nacional de participações na prova, desta vez isolados!!!

Na AX Porto, a Escola de Xadrez tentará nova participação frente à poderosa equipa do Dias Ferreira, final agendada para Junho após uma participação de 23 clubes que foram ficando pelo caminho.

 

“Cineastas” somam e seguem!

Resultado de imagem para ACADEMICA XADREZ  

Terceira Ronda ainda incompleta com a equipa de Torres Novas a seguir imparável no topo da tabela classificativa.

 

CPB/CBCR 1,5-2,5 A. A. Coimbra

André Pinto (1993) R. Evangelista (2116) Rui Batalha (1725) Ricardo Pais (1830)
0,5 1 0 0

 

Mais uma derrota para a CPB/CBCR que era expectável já que apenas num dos 4 jogos a CPB era a favorita o que antevia uma derrota por 1-3. Ligeira surpresa no empate de André Pinto o que já é um clássico entre estes dois jogadores. Estreia de Ricardo Evangelista o jogador mais cotado da CPB, que obteve a primeira vitória individual do ano para os locais, mas nem assim a equipa teve arte e engenho para aproveitar. Depois de um 0,5-3,5, seguiu-se um 1-3 e agora um 1,5-2,5 … a este ritmo a CPB empatará no próximo. Na 4ª ronda começa finalmente o “campeonato” da CPB e logo com o derby distrital onde a derrota colocará a equipa muito próxima da descida de divisão, o empate será um mal menor e a vitória animará certamente os Bombarralenses para uma difícil ponta final. Jogo decisivo e um derby distrital a disputar-se pela 2ª vez, tendo o resultado do 1º derby no campeonato nacional da 2ª divisão cifrado-se num 2-2. Em termos de clássicas quer seja em campeonatos ou taças a CPB nunca perdeu com os Leirienses, apesar da sua evolução nos últimos anos ser cada vez mais uma constatação.

 

João Santos assistiu ao encontro!!!

Não esta fácil motivar a equipa da CPB/CBCR já que o facto desta poder vir a ser a ultima época da CPB no xadrez acaba por indicar aos jogadores que o resultado é a feijões e que na próxima época aconteça o que acontecer jogará a 3ª divisão. Este factor desmobilizador, faz com que muitos jogadores se ausentem da convocatória alegando motivos mais do que válidos, no fundo o sacrifício pelo xadrez está ausente esta época.

Há quem defenda que o fim na época passada teria sido o terminar com 5 stars, ou seja, com um titulo nacional (2º classificada da 3ª Divisão entre 48 equipas), existe ainda quem tenha esperança na compra dos direitos desportivos … o que parece não vir a tempo, teria de ser uma decisão afirmada no inicio da competição de modo a motivar a equipa, e existe ainda a convicção de que um novo projecto será o que faz todo o sentido.

Poderá assim a CPB não sair pela porta grande, a menos claro que … vença mais uma Taça Distrital.

Em jogo decisivo nas contas pela manutenção eis que surge exactamente o pior resultado possível para a CPB/CBCR, o empate é um resultado excelente para ambas as equipas, ou muito nos enganamos ou asseguraram aqui a manutenção.

Mais um teste superado e com goleada, suguem os “Cineastas” isolados, para os Aveirenses foi o adeus definitivo a uma candidatura à subida de divisão que tantas vezes tem ameaçado nos últimos anos.

 

Jogo em atraso – Ronda 1 

No Domingo e depois de disputada a ronda 2, colocaram em dia o calendário ao disputarem o jogo em atraso da ronda 1. A equipa de Leiria deu um importantíssimo passo rumo à manutenção ao vencer um candidato directo empurrando os Açorianos para os lugares de despromoção.

 

Classificação (ao fim de 3 rondas)

 

Próxima Ronda

Galitos e NS São Miguel lutarão pela fuga à despromoção, jogo entre 1º e 2º classificados em Coimbra, derby distrital, e em Montemor a margem de erro é reduzida para os locais que aspiram à subida de divisão. Estão apresentados os ingredientes para uma emotiva jornada.

 

Taça de Portugal

 

 

 

“Cineastas” são líderes isolados!

  

Segunda Ronda terminada com a equipa de Torres Novas a isolar-se no comando com 2-0-0 após vencer à tangente e apadrinhar a estreia da equipa Açoriana na prova. CPB/CBCR e NS São Miguel são as equipas que estão em zona de despromoção com (0-0-2).

Clube dos Galitos 3-1 CPB/CBCR

André Pinto (1993) Rui Batalha (1725) G. Gaboleiro (1864) Artur Bernardes (1726)
0,5 0 0 0,5

Depois do desaire inicial a equipa de Aveiro venceu de forma clara a equipa do Bombarral que se assume cada vez mais como a principal candidata à descida de divisão.

(Taça Incluída) A Titulo individual André Pinto pontuou pela primeira vez na época (0-1-1), Rui Batalha não pontuou pela primeira vez (0-2-1), Guilherme Gaboleiro ainda não conseguiu pontuar (0-0-2) e Artur Bernardes pontuou pela primeira vez (0-1-2).

Também já se estrearam Ricardo Pais (0-1-0) e Marco Custódio (0-0-1).

Ainda nenhum jogador da CPB conseguiu uma vitória.

Estreia da equipa açoriana que perdeu apenas à tangente frente a um candidato à subida, com esta vitória os “Cineastas” isolaram-se no topo da tabela classificativa.

Depois da estreia em grande era com expectativa que os “leões” iam a Coimbra sabendo que poderiam em caso de vitória permanecer na liderança, mas a vitória foi clara para os “Estudantes” com contornos de goleada que assim confirmam que devem ficar na primeira parte da tabela, resta saber em que posição.

Estreia da equipa de Leiria frente a um candidato à subida que depois de um pequeno deslize inicial não deixou os créditos por mãos alheias e segue a um ponto da liderança.

 

Jogo em atraso – Ronda 1

No Domingo e depois de disputada a ronda 2, colocaram em dia o calendário ao disputarem o jogo em atraso da ronda 1. A equipa de Leiria deu um importantíssimo passo rumo à manutenção ao vencer um candidato directo empurrando os Açorianos para os lugares de despromoção.

 

Classificação (ao fim de 2 rondas)

 

Próxima Ronda

 

 

Taça de Portugal 12-01-2018 (Lisboa)

  logotipo-taca1  

Mais uma edição da Taça de Portugal com vitória natural e de forma clara já que nunca esteve em causa o resultado final, para a equipa Lisboeta. Estreia de Guilherme Gaboleiro e de Ricardo Pais na presente época, com o destaque a ir para Rui Batalha que permanece imbatível ao fim de dois jogos.

Mata de Benfica 3-1 CPB/CBCR

G. Gaboleiro (1861) Ricardo Pais (1830) Artur Bernardes (1726) Rui Batalha (1725)
0 0,5 0 0,5

Outros resultados:

 

 

Clube Galitos (Aveiro) x CPB/CBCR – 23 de Fevereiro

  

 

 

Taça de Portugal 12-01-2018 (Lisboa)

  logotipo-taca1  

A equipa da Mata de Benfica após brilhantes participações na 1ª divisão, desceu este ano ao segundo escalão e apresentou a seguinte equipa na 1ª ronda:

Será à partida um jogo fácil para a equipa Lisboeta onde a CPB cumprirá o seu objectivo de mais uma participação e tentará livrar a “Chapa 4”

A CPB vai apresentar-se bastante desfalcada, sendo previsível uma constituição tipo: Ricardo Pais, Marco Custódio, Rui Batalha e Paulo Constantino

 

Foi assim em 05-02-2011

Aqui ficam os restantes jogos onde intervêm ou podem vir a intervir jogadores que jogam a 2ª divisão – Zona Centro. Quanto ao distrito de Leiria … o costume, apenas a CPB participa na Taça de Portugal, uma tradição que atesta a dimensão do clube.

 

Montemor tropeça mas não cai na estreia

O jogo entre a equipa Açoriana do NS São Miguel frente à equipa dos Corvos do Lis apenas se disputará no dia 24 de Fevereiro pelas 10 am, ou seja, no dia seguinte à ronda 2.

Em Montemor os locais cederam um empate frente à sempre difícil Académica, não sendo uma enorme surpresa acabou por ter um sabor certamente melhor para os “Estudantes”.

Em Lisboa o Sporting parece querer afastar-se desde cedo da luta pela cauda da tabela, apresentando-se mais forte do que o esperado e obteve a maior surpresa da ronda.

O jogo entre a CPB e os “Cineastas” foi o único em que o favorito à partida concretizou de forma clara a sua superioridade.

 

Rui Batalha livra “Chapa 4”

André Pinto (1993) Rui Batalha (1725) Marco Custódio (1781) Artur Bernardes (1726)
0 0,5 0 0

 

Nota Negativa para a FPX em mais um ano em que temos de esperar pelo final do dia de Domingo para sabermos os resultados … que saudades dos tempos em que a FPX tinha um responsável para a inserção de resultados no próprio dia no chess results e no próprio site/facebook da FPX onde as equipas iam divulgando os resultados à medida que os jogos iam acabando … perde-se emoção e o direito à informação por parte de todos os aficionados.

 

 

41ª Taça de Portugal 2018/2019

 logotipo-taca1 

12 Janeiro 2019 – 15 horas

Com 56 equipas inscritas irão realizar-se vinte e dois encontros, ficando isentas as 10 equipas da primeira divisão que entrarão em competição nos dezasseis avos de final a disputar a 23 de Março.

A CPB/CBCR iniciará a época com a 1ª jornada da 2ª Divisão (ainda sem saber se em casa, se fora e com quem) a 5 de Janeiro tendo esta eliminatória da Taça logo na semana seguinte e voltará a jogar para o campeonato na 2ª ronda a 23 de Fevereiro.

http://chess-results.com/tnr395577.aspx?lan=10

 

Eliminatória muito difícil para a CPB/CBRB nº 25 do ranking inicial que defrontará um velho rival de outras “Batalhas” que inicia a prova como nº 33 do ranking e que disputará a 3ª Divisão nacional na presente época onde será certamente uma forte candidata à subida de divisão.

De seu nome Casa de Xadrez de Alpiarça  -  http://casadoxadrez.blogspot.com/

 

 

 

(Acabadinhos de chegar da 1ª divisão, a equipa de Montemor é novamente forte candidata à subida de divisão independentemente dos seus primeiros tabuleiros jogarem ou não)

(Sem possibilidades de subida e quiçá sem utilizar os três primeiros tabuleiros a AAC tem um plantel muito equilibrado e deverá como sempre alcançar a manutenção podendo intrometer-se na luta pelo pódio, o ano passado foi dar uma voltinha à 3ª divisão em virtude da sua equipa “A” ter descido)

(reforçados com os tabuleiros 5,6 e 7 a equipa dos Cineastas que tem conseguido com maior ou menor dificuldade a manutenção, este ano parece quererem ambicionar a mais)

(Dificilmente repetirão o 2º lugar do ano transacto já que a equipa sofreu uma forte “sangria”, será uma candidata à manutenção)

(As cotações podem não impressionar, mas andaram nos últimos anos sempre bem lá por cima, em 2016/2017 iam subindo e em 2017/2018 ficaram em 3º lugar, não poderemos incluir esta equipa no lote das que lutarão para descer)

(Nada de novo, a mesma equipa de sempre, face aos jogadores disponíveis seremos um fortíssimo candidato à descida)

(2 anos seguidos na 2ª divisão, dois anos seguidos em 7º lugar com direito a repescagem, agora reforçada com Miguel Simões e Rodrigo Basílio que finalmente chegam à equipa A)

(7ºs classificados na fortíssima 2ª divisão – Zona Sul, foram repescados, será a primeira vez que me lembro de uma equipa da CPB defrontar uma equipa Açoriana)

 

Assim, Montemor, CC Torres Novas, AAC “B” e Galitos deverão lutar pela subida e pelo pódio
CPB, Corvos, Sporting e NS São Miguel deverão lutar pela fuga ás duas ultimas posições.

 

 

Reviravolta de última hora

CPB inscreve-se no Campeonato e Taça

Resultado de imagem para CAMPEONATO NACIONAL POR EQUIPAS

logotipo-taca1 

Com três propostas em cima da mesa tudo parecia inclinar-se para o fim da Secção de Xadrez da Casa do Povo do Bombarral. Por um lado tínhamos um convite de um clube distrital para integrarmos a sua secção, embora com independência, ou seja, jogaríamos na mesma em grupo podendo inclusive “recrutar” alguns jogadores desse clube para o “plantel”, com todas as despesas de inscrição totalmente pagas por esse clube. Foi um convite que muito nos honrou, mas a não inclusão na proposta da compra dos direitos desportivos ente outros obstáculos acabou por frustrar esta alternativa.

Outra proposta surgiu para a inscrição de um novo clube a começar na 3ª divisão, convite feito com todas as condições, pagamento de inscrições, formação etc etc … mais um convite que muito nos honrou e que não estará descartado quiçá num futuro próximo. Mais uma vez a “não compra” dos caríssimos direitos desportivos veio a ter o seu peso.

E quando tudo parecia inclinar-se para o fim da CPB, eis que surge sobretudo por vontade dos próprios jogadores face ás alternativas existentes, a vontade de disputar a 2ª divisão, acompanhada pela Casa do Benfica de Caldas da Rainha que se mostrou receptiva ás condições por nós propostas, “patrocinando” assim a CPB no decorrer da presente temporada.

 

41ª Taça de Portugal 2018/2019

http://chess-results.com/tnr395577.aspx?lan=10

 

A prova deve iniciar-se apenas nos 1/32 e provavelmente não para todos os clubes, a 12 de Janeiro de 2019. A CPB/CBCR é mais uma vez a única equipa do distrito inscrita para a Taça de Portugal. 57 é o numero de inscritos com a CPB a tentar jogar duas eliminatórias com um jogo fora e outro em casa preferencialmente por esta ordem, mas estará condicionada obviamente pelo sorteio e pela força da equipa que lhe calhar na 1ª eliminatória.

 

Carlsen de novo Campeão após 12 empates

Quando se esperava um dos mais bonitos campeonatos de sempre com vitórias para ambos os lados, resultou numa frustração inédita de 12 jogos e 12 empates, tendo sido necessário recorrer ao desempate semi rápido, onde o Campeão do Mundo foi implacável vencendo por 3-0 não necessitando sequer de ir ao 4º jogo. No 12º jogo de partidas clássicas, o campeão do mundo teve boas chances mas a sua decisão estratégia de levar o match para desempate semi rápido estava tomada, fugindo das linhas que lhe dariam aparente vantagem para calmamente sela novo empate e obter aquilo que entendeu que seria a melhor estratégia para a sua revalidação do titulo … o certo é que funcionou! 550.000€ para o vencedor e 450.000€ para o vencido

 

André Pinto é o novo Campeão Distrital

 

André Pinto sagrou-se campeão distrital com 4-0-0 somando mais 12 pontos para a sua cotação pessoal

http://chess-results.com/tnr392136.aspx?lan=10

 

 

CPB luta pela sobrevivência

 

A Casa do Povo do Bombarral esta a 20 dias do fecho das inscrições para a 2ª divisão e está neste momento a ponderar se vale a pena subir a montanha mais um ano na esperança que algo mude ao nível de apoios, e se continua a levar o nome do Bombarral a patamares que poucas modalidades o elevam, ou se simplesmente deixa cair o prazo e abandona a modalidade.

 Resultado de imagem para tristeza

 

 

 5ª TNA

 Escola de Xadrez do Porto dizimou a concorrência

A Escola de Xadrez do Porto entrou no restrito grupo de equipas que poderá um dia vir a dizer que venceu todas as competições possíveis em ritmo clássico a nível nacional (Campeonato, Taça de Portugal, TNA, Super taça, Campeã da 2ª divisão, Campeã da 3ª Divisão), por agora apenas 4 clubes conseguiram vencer esta competição (Sporting CP, C.X. Montemor-o-velho, Grupo Desportivo Dias Ferreira e Escola de Xadrez do Porto).

 

   0,5-3,5  

A CPB entreva para esta competição com o único intuito de garantir que continuaria com o recorde de participações na prova ou seja, 4 em 5. Com uma equipa disponível longe do seu melhor os objectivos passavam por livrar a “Chapa 4” em qualquer um dos jogos, e claro passar um bom bocado com os colegas, debater o futuro do clube, beber umas “copas” e usufruir daquilo que o xadrez e o Luso tinha para nos dar.

Jogo inicial e frente ao maior candidato ao título e a CPB salvou a “Chapa 4”, refira-se a título de curiosidade que ninguém conseguiu obter melhor resultado frente ao campeão!

No outro jogo do dia aconteceu uma surpresa e o protagonista foi Ricardo Dias

Aqui fica a partida que salvou a “Chapa 4”

http://www.fpx.pt/web/nacional/partidas

 

 

   4,0-0,0  

 

Curiosamente o jogo onde a CPB parece ter-se portado melhor, íamos com 2,5 horas de jogos, 17,30 da tarde e nenhum dos tabuleiros da CPB apresentava a partida perto de estar perdida … uma injusta Chapa 4 com várias chances, onde o que esteve mais perto de ser o herói do dia foi Rui Batalha, mas a experiência de um Mestre Nacional …

Seguem duas equipas com 2-0-0 e duas com 0-0-2, a 3ª ronda será uma final para todas as equipas, umas pelo título, outras pelo 3º lugar.

 

   3,5-0,5  

Sabendo que não existiam chances de alcançar um troféu, surpreendeu apenas a curiosidade da CPB iniciar a 3ª ronda com chances de o conquistar e apenas a depender de si própria, frente a uma Académica claramente favorita mas a ser catalogada com a desilusão da prova.

 

Aqui fica a partida do salvador da pátria, que já tinha ameaçada na jornada anterior.

http://www.fpx.pt/web/nacional/partidas

 

E agora, conseguirá a EX Porto ultrapassar o Bi do Grupo Desportivo Dias Ferreira? Uma participação chega? Duro, muito duro vencer a Taça da AX Porto!

Grande abraço à Associação Estamos juntos de São João da Madeira, estamos aqui a travar um duelo no que toca ao numero de participações, 4 participações em 5 TNA´s é recorde de ambos. AEJSJM e CPB! Vamos à 5ª?

 

E. X. Porto vence também a 1ª Taça Nacional dos Clubes Formadores

not-taca-nacional-clubes-formadores

 

André Pinto e Marco Custódio no Open da Cela

 

Miguel Simões domina cada vez mais as atenções no distrito a cotar nos 1875, novo recorde pessoal, e a valer muito mais do que isso, holofotes para o sub 14 que poderá vir a ser o melhor jogador de todos os tempos a nível distrital.

 

 

 5ª TNA

 

Alteração de Sistema e Horário

Todos x Todos

Sábado 16 horas

Domingo 10 Horas e 15 Horas

 

http://chess-results.com/tnr381940.aspx?lan=10

 

CP Bombarral e AEJ São João da Madeira alcançam novo recorde

Quatro presenças em 5 edições da prova será o novo recorde de participações caso estes clubes iniciem a sua participação na prova (já confirmaram inscrição). A equipa de Famalicão do CX A2D também poderá alcançar a sua 4ª presença, se bem que seria “forçada” já que na 1ª edição da prova participaram com nome diferente, sendo portanto dois clubes diferentes salvo melhor entendimento. Não deixa de ser mais um pedaço de história no xadrez nacional com a assinatura da CPB.

 

Aqui ficam os inscritos de momento

 

 

 

   

Resultado de imagem para associação de xadrez do distrito de coimbra Picture  

 

Académica de Coimbra conquista Supertaça

http://www.fpx.pt/web/comunicacao/noticias/72-destaques/1824-academica-de-coimbra-conquista-supertaca

 

 

 

É também por causa destes momentos que vale a pena viver, são estes os registos que ficam na memória … tudo o que não é importante a memória trata de apagar. Se estás aqui és importante para nós!

 

 

O Xadrez e a Pintura

 

 

 

 Sexy Chess 199

“Best Off” (176-198)

 

  

 

 

 

A Arte dos Tabuleiros de Xadrez 199

Best off (176-198)

Resultado de imagem para Tabuleiro Skyline Londres

 

 

  

 

Resultado de imagem para A ARTE DOS TABULEIROS DE XADREZ

 

 

Zé Bomba – Episódio 80

PESDREZ & Facebook

 Resultado de imagem para MIGUEL SIMOES XADREZ 

Caros Amigos e Leitores,

A equipa Leiriense dos Corvos do Lis voltou a classificar-se na 7ª posição no campeonato nacional da 2ª divisão, tendo mais uma vez obtido a descida de divisão. Na época passada foi alvo de repescagem, este ano terão a mesma sorte? A CPB fica ansiosamente a torcer mais uma vez por esta nobre e nova modalidade que junta xadrez e pesca, o PESDREZ! Que volte a atingir os amigos de Leiria, é que passados todos estes anos nunca conseguimos disputar este derby em campeonatos nacionais. Ora está um na 2ª e outro na 3ª, ora estão ambos na 3ª mas em séries diferentes … que seja para o ano!

Durante o concentrado final enquanto a equipa dos Corvos se afundava na tabela com fortes derrotas frente ao Cine Clube de Torres Novas e frente ao Sporting Clube de Portugal o jovem Miguel Simões brilhava mais uma vez na equipa “b” ao derrotar Perez Negro … é caso para dizer “Deus dá Nozes a quem não tem Dentes!”

 

A Associação de Xadrez de Leiria e o facebook

O site / facebook da Associação de Xadrez de Leiria prima desde sempre por um criterioso seleccionar de conteúdos. Foi a CPB campeã nacional da 3ª divisão e nada se noticiou, conquistou a CPB um 3º lugar na Taça Nacional das Associações e nada se publicou. Ainda não se sabe bem quem venceu a Taça AXL desta época, também não se sabe que para o ano a AXL não deixará de ter pelo menos um representante na 2ª divisão, pois houve um clube que alcançou a subida. A CPB sempre foi incómoda e a “ovelha negra” do distrito para os poderes instalados, mas não é que nos damos muito bem com isso!

O Amigo Jorge Barrento também se apercebeu que o seu clube não conta para o Totobola … Caro amigo, vamos deixar uma sugestão, não estamos a insinuar, não sabemos de nada, nem tão pouco nos lembramos de quem nos transmitiu esta ideia … mas consta que para aparecer tem de organizar torneios e comprar uma boa quantidade de troféus, a partir daí entrará nas boas graças do tal poder instalado …

Por nós, fomos, somos e seremos sempre os maiores defensores de quem estiver nos corpos sociais da AXL, tudo o que queremos da AXL é que não se transforme numa Associação de Xadrez de Santarém, por isso quem se predispuser a dedicar um pouco do seu tempo a esta causa, seja quem for, é bem vindo e terá todo o nosso apoio!

Mas fica aqui um conselho para apagar a sua mágoa … organizar um torneio com 10 troféus para os primeiros sub 8, outros 10 para os sub 10, mais uns quantos para os sub 12, insista nos sub 14, os sub 16 não devem ser esquecidos, os sub 18 precisam de motivação e mais 10 troféus para os sub 20. Se o amigo tiver a ideia de criar os sub 22 então provavelmente será nomeado automaticamente presidente da AXL.

Claro que faltam mais 10 para os sub 50, 10 para os sub 65, 10 para os femininos e 10 para a classificação geral, … mas tenha cuidado onde se mete, é que neste caso ainda poderá começar a ser falado como o homem ideal para a presidência da Federação Portuguesa de Xadrez!

 

        

Até Breve!

Ps: Afinal após termos escrito o artigo sempre se publicou qualquer coisita, rapidamente enviada para fora do ecrã principal com notícias de forte relevo distrital.

Ps2: Os meus pupilos acabaram de se apurar para a finalíssima da 3ª divisão … mais um título nacional!

 

 

Quadro de Honra da A. X. Leiria 2017/2018

Clássicas                                Semi – Rápidas                       Rápidas

                             

 

Campeonatos Distritais por Equipas (Semi e Rápidas)

Corvos do Lis dizimam concorrência

 

Cinco equipas inscritas, os campeões em titulo a equipa Leiriense dos Corvos do Lis com duas equipas, o regresso da CPB depois de dois anos de ausência, a equipa de Pombal que apareceu com fortes ambições na prova ao apresentar a Tabuleiro nº 1 António Vítor, e por fim a equipa da casa estranhamente desfalcada em nítida luta pela sobrevivência segundo nos confidenciaram.

Começou-se o dia com as semi rápidas com a CPB a alcançar o 2º lugar com 3 vitórias e 1 derrota, atrás da equipa dos Corvos do Lis que totalizaram os jogos por vitórias.

Semi - Rápidas

Seguiram-se as rápidas novamente com a equipa dos Corvos a totalizar por vitórias os jogos efectuados, com a CPB desta feita a alcançar o 3º lugar.

A equipa de Leiria acabou por conquistar o “Bis” de forma inequívoca, alguns 2,5-1,5 alcançados não retiram qualquer mérito a quem só soube vencer.

A equipa base composta por Daniel Bray e por três jovens da formação que representam a equipa “b” na 3ª Divisão – Série C, que segue com 4-0-0, a demonstrarem claramente que dão conta do recado e espera-se certamente a subida à equipa A em 2018/2019 que disputa o nacional da 2ª divisão, pelo menos para Miguel Simões.

 

Rápidas

.

A CPB falhou o objectivo do dia, que era o de alcançar um dos dois troféus em disputa, mas já foi uma grande vitória não ter primado pela falta de comparência pelo terceiro ano consecutivo, outros fizessem o mesmo e as provas teriam certamente outro interesse.

Fechado o Quadro de Honra a equipa dos Corvos não conseguiu conquistar o seu 2º triplete consecutivo, mas está presentemente a liderar o distrito com 2 títulos obtidos em 3 possíveis e com 7 títulos em 9 nos últimos 3 anos que dão um panorama da mudança de liderança a nível distrital que tem acontecido em Leiria.

É verdade que ainda estão longe dos feitos já alcançados pela CPB, quer no número de títulos distritais quer nas conquistas a nível nacional, mas estão no caminho certo e se não aparecer outra “força” no distrito ou a CPB não “arrepiar” caminho, mais uns aninhos e será apanhada em todas as frentes.

A CPB recebeu antes do evento a IX Taça AXL

Com bilhetes de Acesso à Taça Nacional das Associações!

 

Resultado de imagem para taça de portugal xadrez               Resultado de imagem para taça de portugal xadrez               Resultado de imagem para taça de portugal xadrez

Nos oitavos de final da Taça de Portugal não existiram surpresas, mas algumas tiveram perto de acontecer. Aqui fica a título de curiosidade para a CPB o score do jogo que envolve uma das equipas da sua série.

 

 

 Sexy Chess 198

 

 

 

 

A Arte dos Tabuleiros de Xadrez 198

Tabuleiro Acrílico Colorido

Tabuleiros Madeira Peças Cristal

Tabuleiro Golf

 

 

 Sexy Chess 197  

 

 

A Arte dos Tabuleiros de Xadrez 197

Tabuleiro Tintim

Tabuleiros Bolo Aniversário 7

Resultado de imagem para espectaculares tabuleiros de xadrez

Tabuleiros Design no gelo de Jorge Bischoff

 

 

 Sexy Chess 196

  

 

 

 Resultado de imagem para um pouco de historia 

Um pouco de História – Capitulo 4

Taça Nacional das Associações – Novamente um Troféu Nacional

(3ºlugar)

Depois da 1º TNA ter decorrido em Montemor o Velho e a 2ª edição ter sido no Bombarral, curiosamente os clubes que mais se manifestaram publicamente contra o términos da prova que estava a ser preparado pelo actual presidente Dominic Cross, eis que surge a 3ª TNA num local paradisíaco e com uma vista inigualável, a Inatel da Foz do Arelho.

A Taça Nacional das Associações nasceu de um proposta da Casa do Povo do Bombarral que sempre esteve muito vocacionada para as competições colectivas. Foi apresentada como uma ideia para dinamizar as Taças Distritais e daria ao vencedor do distrito de Leiria a possibilidade de vir a jogar contra equipas da 1ª divisão nacional que de outra forma não conseguiria defrontar.

Por todo este histórico a Taça da Associação de Xadrez de Leiria é logo após o campeonato a maior prioridade da CPB, já que a vitória na mesma permite o “bilhete dourado” que dá acesso a esta competição, que por sua vez habilita a equipa à conquista de um troféu nacional, já que existem 3 em disputa.

 

A prova iniciou-se com apenas 6 equipas inscritas com a CPB a ser muito critica para com a FPX quanto ao formato, não tendo visto da parte da FPX o esforço adequado para que comparecessem 8 equipas, o ideal neste modelo de prova. Antecipadamente propusemos que distritos sem Taça pudessem vir a ser convidados ou que o distrito vencedor pudesse colocar 2 equipas na prova.

Sábado 15/10/2016 ás 15 horas (Pré Eliminatória)

 X

Mas as sugestões caíram em saco roto e para sorte da CPB, mas para azar da competição, as duas mais fortes candidatas ao troféu calharam em sorteio ao terem de se defrontar numa pré eliminatória com a equipa de Braga depois de uma deslocação bastante longa a ser “recambiada” para casa logo no 1º dia … seria necessário isto acontecer para que se questionasse o modelo da prova? Foi à Portuguesa, depois do mal venha o remédio.

Domingo 16/10/2016 ás 10 horas (Meias Finais)

 X Resultado de imagem para academia xadrez portugal facebook

 X

Meias-finais com a CPB a defrontar uma equipa composta por 4 Mestres Nacionais. Paulo Constantino, André Pinto, Pedro Rodrigues e Guilherme Gaboleiro não conseguiram melhor do que livrar a “Chapa 4” com Gaboleiro a conquistar o empate de honra.

Seguia-se a final entre o Grupo Desportivo Dias Ferreira contra a Academia de Xadrez de Portugal e o jogo para a conquista do derradeiro troféu nacional em disputa nesta competição que assinalava o fim da época 2015/2016.

Domingo 16/10/2016 ás 15 horas (Final e 3º lugar)

 X

A Casa do Povo do Bombarral iniciou um dos mais importantes jogos da sua história com André Pinto (0,5), Pedro Rodrigues (1), Guilherme Gaboleiro (0) e Ricardo Pais (1).

A CPB conquistou o 3º lugar na III Taça Nacional das Associações e escreveu mais uma bonita página no seu historial com a conquista do seu 2º troféu nacional, numa prova onde participaram 5 distritos, uma competição com 45 clubes dos quais se apuraram 5 para esta fase final.

2º Troféu Nacional para a galeria da CPB!!!

 

    

CPB jogou de luto

  

Era o protesto contra a intenção do presidente da FPX em acabar com a prova

 

 

A Arte dos Tabuleiros de Xadrez 196

Tabuleiro Raríssimo à Venda por 500.000€!!!

Os Bilhetes são oferta!

 

 

 Sexy Chess 195

 

 

 

 

Zé Bomba – Episódio 79

      

Parabéns (sinceros!)!

Caros Amigos e Leitores,

Como não poderia deixar de ser, tinha de dedicar algum tempo ao assunto do momento, ele é abertura de telejornais, são as entrevistas pelos jornais, são as noticias nos fóruns da internet, não há quem não fale do assunto.

Passados 20 anos, opssss, queria eu dizer dois virgula x anos e após 20 jogos a equipa da Casa do Xadrez de Alpiarça voltou a vencer um jogo de xadrez!

Amigos do peito, tenho uma confissão para vos fazer…

Acho que já não sou deste tempo, devo estar a ficar velho … no meu tempo para se ganhar um jogo de xadrez por equipas tinham de se fazer dois pontos e meio quando disputada a quatro tabuleiros!

E é baseado nestas regras que tenho explicado isso aos meus pupilos, afinal estava enganado!

Conforme se demonstra também se podem conseguir os 3 pontos ganhando por 2-1 … sim é de xadrez que estamos a falar ora vejam!

Eu sabia que os nossos amigos da Casa do Xadrez para acabarem com a “malapata” das não vitórias, tinham de fazer algo de extraordinário, algo de diferente, e assim foi, brilhante!

Não posso deixar aqui também de dar os meus mais sinceros parabéns para o clube de Caldas da Rainha a Associação Tabuleiro de Cores que se bateu galhardamente para que os nossos amigos continuassem a ser noticia por este feito inapagável de recorde após recorde. Este clube que já ostentou o “titulo” de equipa com mais jogadores federados no país. Segundo nos confidenciaram mais uma vez não jogaram com 4 jogadores porque a deslocação era longínqua e o torneio interno continua a decorrer, neste momento jogam-se os Play offs para apurar o 4º classificado que por sua vez terá o direito de representar a equipa nos campeonatos nacionais … perdão, quando acabar será a tempo de disputar os campeonatos distritais.

 Resultado de imagem para finalmente

Gostaria de terminar apenas com uma palavra por este feito, por este carimbo que jamais sairá das vossas e nossas memórias, eu compraria um troféu para o efeito, foi ao vigésimo, conta certa! Fica uma história para contarem aos vossos netos!



O Som ao fundo no vídeo sou eu a bater o ritmo das palmas, ora escutem!

Vamos lá Amigos leitores, uma salva de palmas por favor

Clap! Clap! Clap!!!

  

IX Taça da Associação de Xadrez de Leiria

Resultado de imagem para 7 up 

        

Até Breve!

 

 

A Arte dos Tabuleiros de Xadrez 195

Imagem relacionada

Tabuleiro com vasos

Tabuleiros para 6 jogadores

Tabuleiros com Peças em Madeira Trabalhada

 

 

 

 

Hoje é dia de Bandeira!!!

 

IX Taça A. X. L. ficou no Bombarral

    

            APC / Arneirense                     1,0 – 3,0              Casa do Povo do Bombarral               

André Pinto (1969) Ricardo Pais (1861) Guilherme Gaboleiro (1853)… Rui Batalha (1715)
0,5 1 1 0,5

Álvaro Fernandes (1997)

Paulo H Lopes (1639)

Fernando Oliveira (1598)

Tomás Oliveira (1582)

+0,80

+4,40

+3,80

-3,60

 

CPB apura-se para a Taça Nacional das Associações!

 

“ O Filme do Jogo”

14.30 Horas

A equipa dos Corvos do Lis campeã em titulo não compareceu, talvez fruto do nacional de jovens e de veteranos ter originado algum cansaço, e o Sport Operário e Marinhense mais uma vez também não compareceu, na 2ª feira foi-nos demonstrada essa intenção, provavelmente não reuniram equipa suficiente. Assim os suspeitos do costume: Casa do Povo do Bombarral e APC / Arneirense de Caldas da Rainha vão disputar apenas um jogo, uma final com direito à participação na Taça Nacional das Associações.

A CPB tentará a conquistar a sua 7ª Taça AXL e por inerência participar pela 4ª vez em cinco edições da Taça Nacional das Associações.

No Campeonato Nacional da 3ª Divisão – Série D a CPB segue com 3-0-0 e é líder destacada.

A Associação Peão Cavalgante / Arneirense de Caldas da Rainha tentará a sua 1ª Taça AXL e também a sua 1ª participação na Taça Nacional das Associações.

No Campeonato Nacional da 3ª Divisão – Série C a APC/Arneirense segue com 3-0-0 integrando um trio de líderes.

14.50 Horas

Sorteio das Cores … Saíram as Brancas ao Arneirense, será na sede do Sport Clube Escolar Bombarralense que se disputará o jogo.

15.00 Horas
Já são conhecidas as constituições das equipas:

Na CPB:
Pedro Rodrigues, Marco Custódio, Artur Bernardes e Paulo Constantino (será o árbitro), todos já utilizados esta época, ficam de fora.

No Arneirense:
Francisco Cavadas, Fernando Silva, e José Cavadas ficam de fora.

 

Volodymyr  Melnyk (1997) x André Pinto (1969) – (35x35x30)

Uma ligeiríssima vantagem para o jogador do Arneirense por ter mais 28 pontos de cotação e por jogar de brancas.

Paulo Henriques Lopes (1639) x Ricardo Pais (1867) – (15x30x55)

Favoritismo para o jogador da CPB, são mais de 200 pontos de diferença.

Fernando Oliveira (1598) x Guilherme Gaboleiro (1853) – (15x30x55)

Vantagem de cerca de 250 pontos para as cores da CPB, atenuadas pelas cores no tabuleiro.

Tomás Oliveira (1582) x Rui Batalha (1715) - (30x30x40)

Cerca de 130 pontos a favor da CPB mas ambos já se defrontaram e saiu empate.

Face à constituição das equipas, a nossa previsão será de 50x30x20 para a CPB com um 3,0-1,0 em perspectiva.
O Pior cenário será perder no primeiro tabuleiro e depois bastará ao adversário somar apenas mais um ponto, não será fácil.

16.00 Horas
Por ordem de mesas assim vamos quanto ao número de lances:
11-14-14-14
Ricardo Pais já tem peça a mais por peão.
Começa bem a CPB!

16.30 Horas (Arneirense 0,5-0,5 CPB)
Rui Batalha e Tomás Oliveira após 24 lances e com peões iguais com mais dois cavalos para cada lado, acertam o empate.
Pressão sob as costas de RP e GG para deixarem o seu 1º tabuleiro tranquilo.

17.00 Horas
André Pinto segue equilibrado.
Ricardo Pais continua a manobrar rumo à vitória
Guilherme Gaboleiro tem agora dois peões a mais

Melhoraram as perspectivas, a CPB pode estar á beira de conquistar a Taça AXL

17.10 Horas
Algumas mudanças na Mesa de GG, apesar de ter dois peões a mais, os bispos de cor diferente (juntamente com outras peças) pode não chegar, mas GG acaba de ganhar qualidade e de dois peões (+2) passa para qualidade e peão a mais (+3).

17.20 Horas (Arneirense 0,5-1,5 CPB)
Finalmente o adversário de Ricardo Pais alguns lances depois de perder a Dama … abandona … caso a vitória de GG se concretize, teremos Taça!

17.30 Horas (Arneirense 0,5-2,5 CPB)
Ai está a confirmação, Guilherme Gaboleiro oferece a 7ª Taça AXL à CPB … André já poderá jogar tranquilo o seu jogo equilibrado.

17.45 Horas (Arneirense 1,0-3,0 CPB)
Depois de dois empates recusados pelo jogador do Arneirense, chega-se finalmente a acordo, com este empate a CPB com duas vitórias e dois empates garante de forma clara a 7ª Taça AXL da sua história e o inerente apuramento para provavelmente mais 3 jogos na Taça Nacional das Associações.

        

 

Após 5 jogos, assim vão as contas internas (3 jogos campeonato – 1 jogo Taça – 1 jogo Taça AXL).

O “Prémio Assiduidade” vai por agora nas mãos de Ricardo Pais
O “Prémio Pontos” vai também nas mãos do mesmo.
No “Prémio 4 base” Ricardo, Marco e Batalha parecem bem colocados para terminarem no 4 base (nº jogos).

E para jogador do Ano “Critério Bomba” é Marco Custódio quem vai á frente

  

 

 

 

 Resultado de imagem para um pouco de historia 

Um pouco de História – Capitulo 3

Finalmente um título nacional para o distrito, adivinhem quem o trouxe?

 

Oito séries da 3ª Divisão, oito campeões que subiram de divisão e que agora se iam defrontar em sistema eliminatório para apurar aquele que seria consagrado como o Campeão Nacional da 3ª Divisão 2011/2012.

A CPB partia do 3º, / 4º lugar sem quaisquer perspectivas de poder vencer, nem falávamos nisso sequer, “íamos para a festa” com perspectiva de um grande fim-de-semana em grupo. A grande favorita era sem duvida a equipa de Torres Novas, que já no ano anterior se tinha sagrado como campeã nacional da III Divisão sob o nome de Grupo de Xadrez de Torres Novas … a mudança de NIF obrigou a equipa a permanecer na 3ª Divisão e iam agora tentar novamente o titulo, na realidade …o segundo consecutivo.

 

Primeira Eliminatória (Quartos de Final) ditou um incomodo CPB x Ateneu … mas o mais bonito foi que o sorteio ditou um CC Torres Novas (2-2) CXE João de Meira… um dos grandes candidatos iria desde já para casa!

A CPB com Evangelista – André – Gaboleiro – Ricardo Pais cilindrou com “Chapa 4”.

 

Meias-finais, a vitória ou a derrota era a diferença entre passar uma noite em festa e jogar uma final no dia seguinte ou uma saída na noite Portuense sob o signo da derrota …

O CC Torres Novas vence o FC Barreirense “B” por 3-1 e a CPB defronta a forte equipa do CR Estarreja … 3-1 sem espinhas para a CPB e o sonho parecia estar ali tão perto!!!

A CPB jogou com Evangelista (1) – André (0,5) – Gaboleiro (0,5) – Severino (1)

 

Depois de uma noite épica, era a vez de Paulo Constantino ser o 4º tabuleiro … face à importância do jogo, Konsta abdicou do seu lugar, Ricardo Pais perguntou a Severino se queria jogar e este respondeu afirmativamente. Estava encontrada a equipa para o jogo mais importante da vida da CPB.

http://cpbombarral.comuv.com/artigos/zeBomba/04/zeBomba39.html

André Pinto empatou rápido frente a Paulo Costa (0,5-0,5)
Ricardo Evangelista não suportou a pressão de Diogo Alho (0,5-1,5)
E nesta altura qualquer meio ponto daria o título aos Cineastas.
António Severino pior, sacrificou, ameaçou especulou e (1,5-1,5)
Faltava a vitória de GG
GG esteve mal, mas a posição foi-se alterando, e no meio do tabuleiro ouve-se Cheque Mate!!!


A CPB era a nova campeã nacional, o maior feito de sempre da CPB e de algum clube do distrito … que época!!!

(Acreditamos que ainda hoje o nosso capitão não se perdoe por não ter estado presente)


CPB – Campeã Nacional da 3ª Divisão 2011/2012

 

 

 Sexy Chess 194

 

 

 

 

Zé Bomba – Episódio 78

… Para o ano seremos candidatos!

Caros Leitores, antes de mais gostaria de dar os parabéns à FPX e no fundo a todos nós que praticamos esta modalidade. Tivemos um excelente Open de Xadrez a melhorar em relação ao ano passado, mais jogadores, mais vedetas, mais tugas a sobressaírem, é este o caminho.

Obrigado grande Jobava por teres vindo conhecer este país cuja uma das maiores qualidades segundo dizem lá fora é o sol e o calor, espero que transmitas ao teu povo, aos nosso amigos Georgianos o calor que sentiste quanto tiveste de suar para ficares entre os 10 primeiros!

  

Olhem as vedetas, xiii o puto dos States é grande como o caraças, aquilo dos hambúrgueres se calhar dá resultado! Algo em comum vos sobressai assim à primeira vista? Certo! Não estão á mesa com jogadores da CPB, isso é visível, senão estariam a comer feijoada e a beber tintol! Mais alguma opinião?

  

Vá, ficam aqui mais algumas pistas … Não, não é um esquimó, é o MI To Nhat Minh, é Húngaro não se vê logo? Os caros leitores parecem desatentos!

  

E agora? Não, não é um grupo que se prepara para assaltar uma Ourivesaria, não vêem o nosso amigo José Ribeiro? Que pensamentos erráticos caros Leitores … Já vi que não chegam lá!

  

Exato! Estava tudo tão perfeito que só faziam falta uns trampolins!!!!
Ou não sabem para que servem os trampolins no Pólo Norte?
Exato … para o Urso Pular!

Que amadorismo, que passa palavra levarão estes jogadores para os seus congéneres.

Bem foquemo-nos nas coisas positivas da vida, acho que para o ano, já se fala em sermos candidatos aos Jogos Olímpicos de Inverno!

 

   

 

 

A Arte dos Tabuleiros de Xadrez 194

Tabuleiro 3D em Material Prateado

 

Tabuleiros para 4 jogadores

Tabuleiros para 4 jogadores

 

 

 Sexy Chess 193

 

 

 

 Resultado de imagem para um pouco de historia 

Um pouco de História – Capitulo 2

A subida à 2ª Divisão Nacional – O Ano do Penta

Decorria a época 2011/2012, a CPB lutava taco a taco pela subida de divisão frente ao seu “novo” rival local e distrital, a Academia de Xadrez do Bombarral de Carlos Baptista, um ex jogador da CPB. O modo como saiu demonstrando uma enorme falta de respeito pelos colegas e pelo Sr. João Santos, concretizada após ter sido convocado para um jogo, invocando que só era convocado quando não existia mais ninguém para jogar e que por isso recusava, e saia para formar um clube.

A sede de vitória era enorme, do seu bolso saíram não se sabe quantas centenas para garantir a presença de 3 jogadores espanhóis com cotação superior a 2000.

Mas tal como mau jogador, também o líder da equipa adversária se revelaria um mau gestor, apostando nos espanhóis quando sentia que era possível e que precisava, mas em jogos tidos como “fáceis” a equipa sem a Armada Espanhola metia água.

Ronda 1
CPB 1-0-0, AXB 0-1-0
 … A AXB começava a meter água

Ronda 2
CPB 2-0-0, AXB 1-1-0

Ronda 3
CPB 3-0-0, AXB 1-1-1
…A AXB poderá já não ir a tempo quando chegarem os reforços!

Ronda 4
CPB 3-1-0, AXB 2-1-1
Trágico, a CPB empata frente ao ATV e parece ir tudo decidir-se no confronto direto entre Bombarralenses agendado para a ultima ronda, com favoritismo claro para os adversários.

Ronda 5
CPB 4-1-0, AXB 2-2-1
Lindo!!! A ATV empata também com a AXB e os rivais já não dependem de si próprios.

Ronda 6
CPB 5-1-0, AXB 3-2-1
A CPB vence e garante a uma jornada do fim a subida de divisão … mesmo a tempo de na última ronda não precisar de pontuar no derby

Ronda 7
AXB frustradíssima queria demonstrar quem eram os melhores, e aparecem na CPB na máxima força com toda a Armada Espanhola, queriam vencer o derby … a CPB agradeceu a visita aos campeões, estreou a sua bandeira e fez alinhar os jogadores menos utilizados na época … acabando por perder por 0,5-3,5 … um jogo a feijões onde ficou demonstrada mais uma vez a qualidade de gestão, com os euros a fugirem do bolso para nada … e tanta falta fizeram no futuro!

A CPB vencia a sua série, e juntou a este “titulo” o seu primeiro triplete distrital, venceu a III Taça da AX Leiria, sagrando-se campeão em clássicas, também o fez nas semi rápidas e por fim nas rápidas … e vão 4, mas a época não era a do Penta? O 5 vem a seguir em capitulo á parte!!!

Recorde-se que nesta época à forte equipa já existente, ingressou na CPB um tal de André Pinto.

No último jogo do campeonato os jogadores da CPB ofereceram ao Sr. João a sua primeira bandeira … melhoramos o visual para recebermos com glamour os nossos rivais.

Vai uma revista por 15$00?

http://www.fpx.pt/web/files/imagem/revista/revista_0017.pdf

 

 

A Arte dos Tabuleiros de Xadrez 193

Tabuleiro com Rolhas de Cortiça

 

Tabuleiro Cerâmica – Tabuleiro Peças em Sabão

Tabuleiro Frascos de Perfume

 

 Sexy Chess 192

 

 

A Arte dos Tabuleiros de Xadrez 192

Resultado de imagem para A ARTE DOS TABULEIROS DE XADREZ

Peças Madeira 7

Resultado de imagem para A ARTE DOS TABULEIROS DE XADREZ

Tabuleiro Guerreiros de Luxo

Resultado de imagem para A ARTE DOS TABULEIROS DE XADREZ

Tabuleiro o Reino do Leão

Resultado de imagem para A ARTE DOS TABULEIROS DE XADREZ

Peças The Legend of Zelda

 

 

 

Iniciamos hoje a apresentação de uma série de 5 capítulos históricos (jogos ou competições) que marcaram a CPB para o bem e para o mal.

 Resultado de imagem para um pouco de historia 

Um pouco de História – Capitulo 1

Taça AX Leiria – O Inicio da Liderança Distrital

Íamos na Época 2010/2011, a primeira a ser acompanhada aqui no site. Finalizado o campeonato com a presença de 7 equipas, subiu o GX Torres Novas, seguiu-se o Sport Operário e Marinhense, a AX Bombarral que depois de uma estreia na 3ª divisão desceu aos distritais e estava de regresso com um jogador francês a primeiro tabuleiro, Ilf Benchelhn, a CPB em 4º lugar, 5º para a equipa de São Martinho do Porto, 6º para o Sporting Clube de Abrantes e por fim em lugar de descida a Associação Tabuleiro de Cores de Caldas da Rainha.

Os clubes históricos do distrito sempre foram o SOM e a CPB, existindo também outra forte equipa a já extinta equipa do Núcleo de Xadrez da Marinha Grande, uma espécie de equipa “B” do SOM. Nesta altura jogavam pela Marinha entre outros Carlos Quaresma, Vítor Cordeiro, José Bray, José Ribeiro, Carlos Dias, Daniel Bray, Jorge Simões, Daniel Silva entre outros, era a mais forte equipa do distrito. Embora sem quaisquer títulos nacionais o SOM já tinha estado na 1ª divisão e dai advinha o seu estatuto de melhor equipa do distrito, merecido diga-se de passagem.

Jogava-se a II Taça do Distrito de Leiria, para muitos a verdadeira primeira, já que a edição I para além de ter sido jogada em ritmo semi rápido (sem a presença da CPB), foi ganha por uma selecção de jovens da AX Leiria que formaram uma espécie de “Selecção de Esperanças” do distrito. Portanto nem clássicas nem nenhum clube a tinham vencido o que fazia elevar a importância desta II Taça.

Jogava-se na Marinha Grande e logo na ronda de estreia o duelo entre a Outsidder CPB e a favorita SOM parecia poder decidir desde logo o vencedor. O então “autoproclamado” diretor desportivo Carlos Dias perante a questão de Vítor Cordeiro sobre o local que se sentava ouviu-se um … “Qualquer lugar serve”, sentimos aqui alguma sobressairia e mesmo algum desrespeito pelo adversário, mas isso apenas serviu para nos enchermos de uma maior força interior.

Na altura tinha ingressado na equipa Guilherme Gaboleiro e Regressado Ricardo Evangelista, a CPB estava em fase de crescimento.

A CPB venceu o jogo no tabuleiro por 3-1 tendo a incúria da constituição da equipa do SOM (que se tinha inscrito com uma ordem diferente da que se sentou) redundado numa derrota por 0,5-3,5.

A Taça foi-nos entregue pelo jogador e presidente da AX Leiria Carlos Dias perante um incomodo indisfarçável, nada digno de qualquer jogador quanto mais de um presidente, comemos, saboreamos e calamos, a partir daqui as relações CPB x COD nunca mais viriam a ser as mesmas.

Após esta vitória a CPB assegurou 6 vitórias consecutivas na Taça de Leiria, foi o assinalar da passagem de testemunho da liderança distrital nunca mais recuperada pelo SOM.

No ano seguinte a CPB iria subir à 2ª Divisão Nacional e garantiu finalmente para o distrito um titulo nacional, o de campeã nacional da 3ª divisão, só voltando os clubes a encontrarem-se no campeonato nacional da 2ª Divisão em 2013/2014, altura em que um empate a 2-2 selou a descida dos Marinhenses para o 3ª escalão e deu a permanência à CPB.

 

http://www.chess-results.com/tnr49205.aspx?lan=10

 

 

Zé Bomba – Episódio 77

…Não fomos nós!

Caros Amigos,
Bem Vindos a 2018, o episódio de hoje é dedicado ás private jokes da CPB, através das imagens tente o caro leitor elaborar a própria história.

Caldas da Rainha (II Torneio Internacional do Arneirense)

  

Caldas da Rainha (II Torneio Internacional do Arneirense)

  Resultado de imagem para fundo do poço

Coimbra (Taça de Portugal)

  Resultado de imagem para stop contra mão 

Alpiarça (Campeonato Nacional por Equipas)

 Resultado de imagem para grande borrego

Caro Leitor, temos de falar. Talvez seja melhor sentar-se, porque o abalo que vai sentir pode fazer-lhe mal.

Passa-se o seguinte: ao que parece a Casa do Xadrez não vencia a ninguém iam para lá de 17 jogos, campeonato falando. (Acho que por aqui na CPB lidamos bem com isso!).

E não é tudo amigo leitor. Descobri ainda que estes 17 jogos sem vencer são fruto de 16 derrotas e um empate, empate esse obtido frente a uma equipa do distrito de Leiria, Os Corvos do Lis. (Sinto uma ligeira aproximação, nem que seja geográfica à CPB). Tive de pesquisar muito mas lá descobri, a ultima vitória da equipa da Casa do Xadrez para um campeonato nacional foi frente a uma tal Casa do Povo do Bombarral. (Não comece o leitor a rir, porque eu cá começo a não achar graça nenhuma ao desenrolar desta história!).

Resumindo a comunidade xadrezista referia que apenas uma equipa muito aselha poderia acabar com este recorde nacional. (Ui ui a aproximação à CPB parece vertiginosa).

No passado fim-de-semana em jornada de estreia do campeonato nacional da 3ª Divisão, com tantos sorteios possíveis e imaginários, quem teria de ser o clube a calhar em sorte à Casa do Xadrez? Vá lá caro leitor, não desanime, mais dia, menos dia este recorde teria de ser sustido não era?

Apenas queríamos o mesmo do que os outros, não sermos nós!. Não nos importamos que a Casa do Xadrez defronte uma equipa fraquinha e até que mais tarde nos possa vencer, apenas não queremos ser nós a parar esse recorde tão lindo, tão bonito e tão nobre. E o que ditou o sorteio? Casa do Xadrez x CPB. (Acho que vou pedir uma transferência momentânea de clube) Era uma hipótese em 7 de acontecer, porquê nós?! Pois o caro leitor deverá ter pensado o mesmo que eu, se é preciso uma equipa de aselhas então o sorteio na verdade não tinha grande escolha!

(Artigo elabora antes do jogo)

Não fomos nós!!!

(Resposta pós jogo)

Por falar em 18 (Dezoito, sim Dez mais oito, Dezoito), e antes que me esqueça … Bom Ano!

Até breve Caros Leitores!

 

 

Novas Regras para Rápidas e Semi Rápidas

Antes, em ambos os ritmos, rápidos ou blitz, um "movimento ilegal" (que inclui mover com duas mãos, ou não fazer uma movimentação e pressionar o relógio) perderia instantaneamente o jogo caso o árbitro interino ou o oponente parou o relógio. Agora, em primeira instância, isso levará a uma penalidade de tempo e somente se um jogador fizer isso novamente, ele ou ela perde - assim como no xadrez clássico.

Apesar de já estarem em vigor, diversas situações tem dado polémica, inclusive com vários árbitros a não se comprometerem por escrito escudando-se com “essa situação terá de ser analisada em próxima reunião”.


Fonte: https://www.chess.com/news

 

 

A Arte dos Tabuleiros de Xadrez 191

Resultado de imagem para tabuleiros de xadrez 

Tabuleiro Tridimensional Star Trek

 

Tabuleiro Lego e Skyline Londres

 

Mesas de Xadrez

 

 

(Previsão Ronda 1 na próxima 2ª Feira)

   Resultado de imagem para academia de xadrez de portugal    Resultado de imagem para clube de xadrez de sintra

 

Lista Elo Janeiro 2018

Iniciamos assim o ano de 2018 com algumas entradas “importadas” de outros Distritos.
Como sempre excluímos os jogadores que não joguem pelo menos um jogo nas duas ultimas épocas e não incluímos os jogadores que apesar de inscritos na AXL ainda não jogaram qualquer partida.

No Top 10 destaque para:

- Daniel Bray cada vez mais próximo do titulo de Mestre Nacional
- Entrada de Jorge Damasceno, que se estreou pela Oficina Criativa na Taça de Portugal, a sua cotação de 2035 esteve parada “séculos” retomando agora em forte queda.
- Também Filipe Saraiva (1794) se estreou na Taça de Portugal pela Oficina Criativa
- Saída está Francisco Correia (1835 - AT Cores) por falta de inscrição.

Fora do TOP 10 André Nunes (1778) da Oficina Criativa é outro nome a ter em atenção, também se estreou na Taça de Portugal e está perto do Top 10, Miguel Simões entra na faixa dos 1700 e a sua chegada ao Top 10 será uma questão de tempo.

 

 

 Sexy Chess 191

 

 

CPB na Grande Regata da Frutos 2017

 

 

 

Carta Aberta a Dominic Cross – Presidente da Federação Portuguesa de Xadrez

Taça Nacional das Associações – A “Taça das Taças”

 

Caro Dominic Cross,

O teor desta missiva tem como objectivo tentar sensibilizar o nosso caro presidente para uma prova que quer pelo passado quer por conversas recentes verificamos de que não é propriamente o seu fã nº 1.

Vamos começar por mostrar o que representa para o xadrez nacional a TNA, mais propriamente para o xadrez colectivo, ou seja para os clubes, no fundo o suporte do xadrez em Portugal.

Ranking por ordem de importância das provas nacionais colectivas:

  1. Campeão Nacional da 1ª Divisão (Titulo: Campeão)
  2. Taça de Portugal (Titulo: Campeão)
  3. Super Taça (Titulo: Campeão)
  4. Taça Nacional das Associações (Titulo: Campeão e para o pódio)
  5. Campeão da 2ª Divisão (Titulo: Campeão)
  6. Campeão da 3ª Divisão (Titulo: Campeão)
  7. Campeão Distrital (Titulo: Campeão)

A TNA surge nesta ordem de grandeza logo a seguir á Taça de Portugal como uma competição onde qualquer clube, e em qualquer época, mesmo um recem criado pode vencer, para ser campeão é preciso estar na 1ª divisão … e assim sucessivamente, tanto na Taça de Portugal como na Taça Nacional das Associações para se “poder brilhar” basta existir!

A TNA já contou indirectamente com mais clubes participantes do que a Taça de Portugal, prova que presumo não passe pela cabeça de ninguém extinguir

Mas esta competição até se pode dar ao luxo de se querer comparar com a Taça de Portugal, vejamos: 3 troféus em disputa bem ao “estilo dos jogos Olímpicos” em vez de apenas um troféu, e com algo que certamente fará corar de inveja a própria Taça de Portugal, sabe o nosso caro presidente quantos clubes disputaram a TNA 2014/2015?

Porto (21), Lisboa (19), Braga (8), Aveiro (6), Coimbra (4) e Leiria (4) foram 62 equipas contra as 55 que participaram na Taça de Portugal … e já não falamos nas Taças Distritais dos distritos que não marcaram presença, caso contrário o número seria bem maior.

Por isso nada de reduzir a TNA à competição final de 6 a 8 clubes, a TNA é muito mais do que isso conforme demonstram os números.

Acabar com a TNA seria dar uma forte machadada no xadrez distrital colectivo e quiçá dar o pretexto e a força necessária para a extinção de algumas taças distritais.

Acabar com uma prova que tenderá a ganhar cada vez mais prestigio, acabar com uma prova que é o cartaz de fecho de época e que sinaliza o inicio da nova época (Outubro), acabar com uma prova democrática e aberta a todos, acabar com uma prova que interrompe o marasmo que a competição por equipas em provas clássicas está, circunscrita de Janeiro a Maio, ficando com 7, pasme-se 7!!!! Meses de paragem …. Decididamente não parece boa ideia!

O argumento de que existem poucas datas não colhe … até porque se existiu contestação aos concentrados e tenciona dar ouvidos a essa contestação, a mesma não veio a publico para já no que concerne ás jornadas duplas, pelo que o calendário por aqui se manteria (um jogo em casa e um fora é muito diferente de 2 deslocações, quer em termos de cansaço físico quer em termos de despesas, mas essa é uma discussão para outros tempos, cada situação a seu tempo).

Estaremos certamente de acordo que o vencedor do campeonato nacional individual tenha de ter presença assegurada no europeu, é um prémio justo e dá visibilidade à modalidade, mas nunca esquecendo de que o que faz mexer o xadrez nacional são os clubes e não as individualidades.

Quererá o nosso caro presidente certamente ficar na história do xadrez como o presidente que criou, que melhorou e não como o presidente que extinguiu provas.

Em vez de extinguir uma prova, poderá melhorar a mesma e tem já todas as hipóteses para que tal aconteça, poderá organizar a prova no seu distrito, este ano que contará curiosamente com a participação da Associação Académica de Coimbra, tem todos os ingredientes ao seu dispor para brilhar em casa, já para não falar na maravilhosa cidade que é Coimbra com tudo o que tem de bom para dar aos seus visitantes, e poderá também aqui sobressair e fazer melhor do que o anterior presidente da FPX, basta para isso fazer o que o seu antecessor não conseguiu … conseguir que a Associação de Xadrez de Setúbal participe na prova … tem tudo para brilhar!

Depois de passada esta fase, em que certamente viverá por dentro o espírito da TNA, e que qualquer ideia de extinção cairá por terra, poderá debruçar-se em alternativas para melhorar a prova, e para isso parece essencial a participação de 8 clubes … subsidiar pequenos distritos? Permitir ao Campeão a sua participação podendo por essa via o distrito respetivo ter duas equipas em prova? … Muita coisa haverá certamente para melhorar.

Até à 3ª TNA, estaremos certamente a aplaudir o que constrói e o que melhora!

 

 

Quadro de Honra da A. X. Leiria 2017/2018

Clássicas Semi  – Rápidas Rápidas
logo logo

Quadro de Honra da A. X. Leiria 2016/2017

Clássicas Semi  – Rápidas Rápidas
logo logo logo

Quadro de Honra da A. X. Leiria 2015/2016

Clássicas Semi  – Rápidas Rápidas
logo logo

Quadro de Honra da A. X. Leiria 2014/2015

Clássicas Semi  – Rápidas Rápidas

Quadro de Honra da A. X. Leiria 2013/2014

Clássicas Semi  – Rápidas Rápidas

Quadro de Honra da A. X. Leiria 2012/2013

Clássicas Semi  – Rápidas Rápidas

Quadro de Honra da A. X. Leiria 2011/2012

Clássicas Semi  – Rápidas Rápidas

Quadro de Honra da A. X. Leiria 2010/2011

Clássicas Semi  – Rápidas Rápidas

 



Home page
 | Calendário de Provas | Organismos e Informativos | Associações e Clubes de Xadrez | Galeria de fotografias | Jogadores | Jogar online |
Ver partidas |

Quantcast
- Website optimizado para o navegador (web browser) Google Chrome

www.000webhost.com